Os 8 Mandamentos do que Não se Deve Fazer

 

1º MANDAMENTO – “NÃO ASSUMA RISCOS COM SUPOSIÇÕES”

Jamais se precipite em um julgamento antecipado. Não assuma riscos sem provas e preserve sempre sua família, pois existem muitas situações que inicialmente parecem críticas e sem solução quando estão sendo vivenciadas, mas após serem profissionalmente trabalhadas e analisadas por experientes profissionais, podem se comprovar como não sendo verdadeiras;

2º MANDAMENTO - “NÃO JULGUE QUE ALTERAR HÁBITOS SIGNIFIQUE SER INFIEL”

Não avalie que pequenas mudanças comportamentais, inclusive de âmbito sexual, podem caracterizar antecipadamente um ato de infidelidade. Inúmeras são as razões que podem levar uma pessoa a mudar seu comportamento na intimidade e nem sempre estarão vinculadas a um comportamento infiel;

3º MANDAMENTO - “JAMAIS EXECUTE TRABALHOS ILEGAIS”

Nunca execute trabalhos ilegais. Lembre-se que em uma situação onde está sendo levada em consideração a postura ética, social e moral de um indivíduo, o trabalho não deve ser pautado em elementos que foram adquiridos de maneira ilegítima. Lembre-se também que seu trabalho pode até ser utilizado judicialmente, desde que seja legal;

4º MANDAMENTO – “NÃO INFERIORIZE A INTELIGÊNCIA ADVERSÁRIA”

Jamais menospreze a inteligência da parte adversária. Este é um erro comum e pode se tornar grave. Não existe nada pior do que a inversão de papéis, principalmente quando existe uma família envolvida. Um cliente pode passar facilmente de vítima de uma situação para posição de desonesto e até de vilão, bastando que para isso ele inferiorize a capacidade de ação do seu oponente;

5º MANDAMENTO - “JAMAIS MODIFIQUE SUA ROTINA”

Nunca altere sua rotina em caso de dúvidas. Muitas vezes um cliente pode comprometer seriamente os resultados de um trabalho profissional, antes mesmo de ele ser iniciado, bastando para isso que o cliente altere seus hábitos, ou faça perguntas indevidas, pois, tais alterações podem denunciar suas suspeitas;

6º MANDAMENTO – “NÃO SE EXPONHA, NUNCA TENTE FAZER O TRABALHO DE UM PROFISSIONAL”

Jamais busque fazer um trabalho profissional no lugar de uma empresa capacitada, qualificada e bem aparelhada. Ações de clientes que buscam estarem presentes em situações desnecessárias normalmente só servem para que se exponham e se vulnerabilizem. Não se ganha nada com isso e podem inclusive, causar danos irreversíveis em uma família. Em muitos casos, comprometem os resultados de trabalhos judiciais, pois tais trabalhos são sempre pautados em provas coletadas profissionalmente e se baseiam principalmente no elemento surpresa;

7º MANDAMENTO – “NUNCA FAÇA USO DE TUDO QUE SABE”

Não faça uso jamais de todo material que for coletado de maneira profissional. O benefício da dúvida quanto ao conteúdo global que o cliente possui pode ser de alta relevância e só serve como trunfo na medida em que não for exposto em sua integralidade;

8º MANDAMENTO – “BUSQUE SEMPRE O SIGILO”

E por fim, lembre-se sempre que o sigilo é mandatório para bons resultados. Se você possui um “melhor amigo” para confidenciar suas aflições, lembre-se igualmente que este seu “melhor amigo” também pode possuir um “melhor amigo”.

Confira abaixo os demais video sobre infidelidade:

Clique Aqui e Assista o Primeiro Vídeo

Clique Aqui e Assista o Segundo Vídeo

banner castello 380x180 paulo lins

Contrate uma Empresa Idônea!

Procure uma empresa consolidada no mercado, não se deixe iludir com falsos profissionais, pois um trabalho mal executado pode comprometer sua vida, sua família e seu patrimônio.

A Castello Branco Investigações é uma empresa legalmente formada há mais de 25 anos, devidamente registrada no registro civil de pessoas jurídicas, possui Alvará de Licença, para estabelecimento na atividade de investigação e é registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), emite nota-fiscal eletrônica, tem seu endereço comercial em sede própria e de fácil acesso na Barra da Tijuca (com estacionamento para visitantes).

  • Não faça o que mais gostaria de fazer. Faça o que seu adversário menos gostaria que fizesse.”

 

 

   Sun Tzu - "A Arte da Guerra"